Visite a Loja e o Blog!

Primeiro patrocínio de camisa no futebol

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
braunschweig2867_v-contentxl
Eintracht Braunschweig, o primeiro patrocínio registrado no futebol.
Camisa retrô anos 70 pós liberação da Bundesliga

Existem muitas divergências quanto ao primeiro clube patrocinado vendendo o espaço em seu uniforme, alguns falam que o Peñarol do Uruguai nos anos 50, entretanto mais fontes mostram a era no patrocínio de camisas começou em 1973, quando Günter Mast, o sobrinho do criador da Jagermeister – licor alemão -, Curt Mast, teve a brilhante idéia de colocar o logótipo do veado alemão no lugar do brasão do Eintracht Braunschweig.

Mast havia lançado anteriormente uma equipe de automobilismo patrocinada pela Jagermeister, mas viu uma incrível oportunidade no esporte mais importante do mundo. “Através do futebol, você pode alcançar todas as camadas da população”, disse ele. Mast pagou a Eintracht Braunschweig de 160.000 marcos a 800.000 marcos em cinco anos para colocar o logo Jagermeister na frente de suas camisas. Inicialmente, a federação alemã de futebol negou o pedido do clube, mas o campeonato foi impotente quando os jogadores de Eintracht Braunschweig votaram para substituir seu logotipo tradicional pelo veado Jagermeister. Em 23 de março de 1973, a equipe fez sua estréia contra o Schalke em seus novos uniformes. Sete meses depois, a Bundesliga sancionou oficialmente o patrocínio de camisa. Lembrando que estampar marcas na camisa dos clubes era proibido pela FIFA até o inicio dos anos 80, quando por pressão dos clubes ela permitiu.

O pioneiro pode ter sido o Bangu. Bangu?

Domingos e Ademir da Guia.

Mesmo sendo esta a mais reconhecida, há registro de que o clube carioca Bangu foi pioneiro nesse molde de patrocínio, em 1948, o time da Zona Oeste do Rio estreou uma camisa branca que contava com o logo da Fábrica de Tecidos Bangu ao invés do seu tradicional brasão, indústria essa que ficava aos arredores do clube e em 1937 teve como presidente o dono da fábrica, época em que foi construído o estádio Moça Bonita e contratou grandes jogadores para excursionar pelo mundo.

Antiga fabrica de Tecidos Bangu (atualmente Shopping Bangu)

No Brasil, até 1982, isso não era permitido, porém naquele ano, o Conselho Nacional dos Desportos (CND) aprovou o uso em partidas amistosas internacionais. Com isso, o Internacional pôde exibir a marca da Pepsi acima do número dos jogadores em um torneio de verão. Mais tarde, em junho foi liberado a utilização nas demais partidas e o primeiro a utilizar foi o Democrata de Sete Lagoas-MG, hoje na segunda divisão de Minas Gerais.

Luis André

Luis André

Micro empreendedor, torcedor do Palmeiras e do Arsenal, que gosta muito de esporte e tem por hobby as corridas de rua. Sempre aprendendo coisas novas e mudando de ares.

Deixe seu Comentário

Sobre Mim

Criador deste blog, torcedor do Palmeiras e do Arsenal que gosta muito de esportes e tem por hobby as corridas de rua.

Postagens Recentes:

Siga Nos:

Destaques:

Assine a nossa newsletter

Fechar Menu
×

Carrinho